Crowdfunding para o Terceiro Setor: Dicas e Exemplos

Atualmente, as campanhas de crowdfunding para ONGs se tornaram a forma mais rápida e desburocratizada de arrecadar fundos para projetos sociais. E a Kickante tem orgulho de ser a plataforma número um das ONGs do Brasil e a detentora do recorde de arrecadação para o Terceiro Setor com R$ 1 milhão arrecadados em uma única campanha.

Com a Kickante, a sua ONG pode arrecadar fundos, sem riscos e antes do período de maturação exigido pelo Governo que é de 2 anos. Além de usufruir de outros benefícios como Campanha Flexível e contribuições parceladas, por exemplo.

Quero arrecadar doações para a minha ONG!

Confira o artigo que preparamos para que sua ONG crie uma campanha de crowdfunding de sucesso!

Objetivos e Metas de Crowdfunding para o Terceiro Setor

Dentre os diferentes objetivos daqueles que nos procuram para lançar campanhas de financiamento coletivo para o terceiro setor, alguns costumam ser mais frequentes:

  • Recursos para viabilizar ações humanitárias;
  • Recursos para custear a manutenção de abrigos e tratamento de animais;
  • Apoio financeiro para o pagamento despesas operacionais da ONG;
  • Recursos financeiros para a compra de materiais, equipamentos, meio de transporte para ser utilizado no projeto.

Para definir a meta (valor que precisa captar) para sua campanha de crowdfunding é importante levar em consideração todos os custos envolvidos na produção e distribuição do seu projeto (produzir camisas, entregar livros, alimentos, remédios) e também das recompensas de sua campanha (produzir e enviar brindes, itens personalizados, entre outros). Inclua sempre também a taxa da administrativa da Kickante, para poder chegar ao valor líquido necessário que precisa arrecadar.

Dicas Gerais para Projetos de Crowdfunding do Terceiro Setor

1. Considere sua base de fãs na hora de calcular a meta e pensar a sua estratégia captação
Para campanhas de crowdfunding de ONGs, geralmente, a maioria das contribuições vêm da rede de contatos da própria Instituição (pessoas que já possuem o hábito de contribuir para a ONG, pessoas que conhecem e gostam do trabalho realizado pela ONG, familiares e amigos). Por isso, é importante definir metas realistas, que levem em consideração o tamanho da sua base de divulgação. Neste cálculo, inclua a base de emails, contatos telefônicos e mídias sociais da ONG.

2. Defina se sua campanha será Flexível ou Tudo ou Nada
Um dos grandes benefícios exclusivos da Kickante é o fato de sua ONG poder optar pelo tipo de Campanha Flexível. Este tipo de campanha permite que seu projeto social possa ser viabilizado mesmo não atingindo todo o valor de sua meta de arrecadação de crowdfunding. Nessa modalidade você recebe o valor arrecadado (descontando a taxa da plataforma) mesmo que não atinja a meta.

Agora, se sua ONG só vai poder realizar o seu projeto caso arrecade o valor total da meta, a sua campanha deve ser do tipo “Tudo ou Nada”. Neste caso, se sua campanha não atingir a meta de arrecadação, o valor será devolvido integralmente aos contribuidores.
Importante: caso escolha o tipo de campanha Flexível, deixe claro para o contribuidor o que fará com o dinheiro ou como conseguirá o restante da meta.

“escolhemos a plataforma da Kickante, pois é mais focada em fundraising (captação de recursos) do que as plataformas de crowdfunding tradicionais, em que só há o processo de ‘tudo ou nada’. Qualquer valor é bem vindo, não podemos perder as doações!” Médicos Sem Fronteiras.

3. Como apresentar seu projeto: Conto com você para fazer o bem!
O financiamento coletivo não é simplesmente uma forma de “pedir dinheiro”. Aliás, essa é uma visão que já não existe em países como os EUA, onde o mercado é avançado e mais maduro.
Através do crowdfunding os contribuidores têm oportunidade de: participar de um momento importante de sua ONG, mudar a vida de diversas pessoas, ajudar projetos sociais para crianças, ter acesso a produtos únicos (como calendários do Greenpeace e Médicos Sem Fronteiras) e assim por diante.
Esta é uma nova fase do mercado e as ONGs estão descobrindo (e sabendo aproveitar) o crowdfunding para viabilizar seus projetos sociais. É uma ótima oportunidade para expor a marca de sua ONG, se aproximar dos contribuidores, receber o feedback sobre seu trabalho e deixar que seus contribuidores façam parte real de seu projeto.

4. Mostre seu talento: inclua vídeos na sua campanha
Um vídeo bem feito (pode ser filmado pelo celular mesmo) é uma ótima forma de se apresentar e se aproximar mais de seus contribuidores. Eles gostam de conhecer a Instituição está por trás do projeto. E mais, o vídeo é também uma excelente forma para a sua campanha viralizar fora da página da Kickante e atrair mais contribuidores ao ser compartilhada nas redes sociais, blogs e fóruns. A gente sabe que grande parte das contribuições poderão vir daquelas pessoas que já conhecem o trabalho de sua ONG, mas a Kickante também recebe muitas visitas de pessoas interessadas em conhecer e apoiar novos projetos sociais. Por isso, é sempre bacana incluir no corpo da sua campanha um vídeo de apresentação de sua ONG.

5. Personalize sua campanha
Dedique tempo na criação de sua campanha, inclua textos, imagens, vídeos, gráficos.. enfim, tudo o que possa enriquecer a página de sua campanha! Afinal, não basta ser popular, o layout de sua campanha precisa ser único. Escreva textos engajantes, fale com o seu público de igual para igual. Explique para eles como este projeto impactará a sua vida ou das pessoas ao seu redor.

Quero arrecadar doações para a minha ONG!

Recompensas para Campanhas de Crowdfunding do Terceiro Setor

As recompensas são uma parte muito importante da sua campanha de financiamento coletivo e podem ser determinantes para que você alcance o sucesso. Afinal, todo mundo gosta de ganhar um presente 😀 Lembre-se sempre: generosidade + criatividade = você compraria?!

Lembre-se, inclua sempre diferentes recompensas para cada valor contribuído. Desde recompensas para quem contribuir com R$ 10,00, mas também para quem quiser contribuir com valores mais altos como R$ 2.000,00, 5.000,00 ou mais. Incluir recompensas para diversos valores de contribuição permitirá que todos possam ajudar, mesmo com pouco. Dica: maiores contribuições individuais permitem que as metas de campanha sejam atingidas mais rapidamente.

Veja alguns exemplos muito relevantes de recompensas que o público que contribui para projetos educacionais costuma gostar muito:

  • Calendários, agendas e cadernos personalizados: nada melhor do que receber algo exclusivo da Instituição que você gosta! Se as pessoas estão contribuindo para seu projeto, elas merecem receber um item personalizado, algo que não seja vendido em outro lugar. Garanta isso e sua campanha já terá uma boa recompensa!
  • Participar do projeto: que tal convidar seus contribuidores para participar de alguma ação social que você realizará? Vale a pena! Você vai garantir uma experiência única para os seus fãs e eles vão te agradecer por isso adquirindo mais e mais recompensas;
  • Adotar uma criança ou um animal: muitos contribuidores não estão necessariamente querendo uma recompensa física e sim, só fazer o bem! Por isso, a opção de recompensa onde o contribuidor adota alguém por um determinado período é ótima para angariar arrecadações.
  • Cotas para empresas e lojas: inclua a marca do contribuidor em itens de divulgação de seu projeto como posteres, camisa, site e também durante a realização de seu projeto social. Assim você garante valores maiores de contribuição!

Para recompensas enviadas aos contribuidores, sugerimos que coloque um informativo na página de sua campanha para que todos saibam quando receberão as recompensas. O exemplo abaixo é da campanha Calendário Médicos Sem Fronteiras – 2015 e foi adicionado à campanha após a ONG receber diversas mensagens de contribuidores com dúvidas sobre o recebimento. Com este informativo, as dúvidas praticamente cessaram.

Data do envio das recompensas da campanha do Médicos sem Fronteiras

Divulgação e Marketing de Campanha de Crowdfunding para Terceiro Setor

Não há risco ou burocracia em crowdfunding e a sua ONG pode começar a arrecadar assim que lançar sua campanha! Por isso, dedique tempo na criação e, uma vez que ela esteja estruturada, lance para o mundo!

Preparamos algumas dicas super legais para a divulgação de sua campanha. Esta é uma etapa muito importante: afinal, da onde virão as contribuições?

  1. Comece do Começo: a força das primeiras contribuições
    Muitos criadores de campanha subestimam a força da sua rede de contato mais próxima: contribuidores da ONG, amigos, familiares, colegas de trabalho, outros amigos do meio não governamental e assim por diante. Nossa experiência mostra que as primeiras contribuições (kicks) costumam vir justamente dessas pessoas e, tem mais, elas geram um efeito psicológico em outros contribuintes que, ao verem contribuições, se animam a participar também. Chamamos isso de “A regra dos 30%“.
  2. Canais de Comunicação: não deixe nenhum de fora
    Você precisa ser criativo para atingir esse pessoal todo: como você mais se comunica com sua mãe? Ligue para ela e faça passo-a-passo com ela até ela dar a primeira contribuição, mande um e-mail para seu irmão, um Whatsapp para seus amigos (as campanhas da Kickante funcionam no celular!), deixe flyers no mural da faculdade ou nos locais que frequenta, anuncie, se possível, redes sociais e sites como o Google. A Kickante possui parceria com o Google, assim, se sua ONG for legalizada, poderá receber o benefício monetário do Google para fazer anúncios e ainda receber, gratuitamente, o suporte da Kickante para o gerenciamento de tais campanhas no Google. Mais um benefício da Kickante para a sua ONG!
  3. Offline também funciona: aumente o alcance do seu crowdfunding para o terceiro setor
    Como ONG, uma das riquezas que você tem nas mãos é o contato que possui com seus fãs e admiradores de sua Instituição. Faça ações também offline!
    Você pode e deve falar da sua campanha em eventos, encontros, fazer ligações e tudo mais que o mundo fora da Internet permitir! O objetivo é sempre atrair interessados para visitarem a página da sua campanha e, consequentemente, contribuições.
  4. Use as mídias sociais: elas são poderosas
    Se você ainda não tem uma Fan Page no Facebook sobre sua ONG, crie uma agora! Se já tem, ótimo, continue a crescê-la. Logicamente, atualizar o seu perfil pessoal com posts sobre a campanha é bastante válido, mas com uma Fan Page, você terá usuários que gostam do trabalho realizado pela sua ONG e, provavelmente, terá mais contribuições. Outra vantagem, é que caso você queira lançar outra campanha de financiamento coletivo, já terá um público selecionado onde poderá divulgar sobre seu novo projeto e pedir novamente contribuições.
    Você deve postar com frequência em seu Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e quaisquer outras redes sociais que possuir. Mas, não vale fazer um post só e achar que as contribuições vão chover, hein? Você deve fazer várias postagens ao longo da sua campanha: ao menos 2 por dia no Facebook, 3 por dia no Twitter, 1 por dia no Instagram, ao menos 1 e-mail por semana para todos os seus conhecidos, 3 publicações por semana no seu LinkedIn e assim por diante. Seja criativo nas suas postagens: coloque sempre o link da campanha logo no começo do post, fale rapidamente sobre o objetivo (textos muito longos não costumam funcionar), altere posts com imagem e sem, com vídeo e sem, fale das recompensas (as pessoas adoram!), fale de seus projetos já realizados e também de novos, pessoas beneficiadas e assim por diante.
    Não esqueça que a Kickante é a única plataforma que tem parceria com o YouTube para poder exibir links de campanhas de crowdfunding em vídeos. Adicione o link da campanha em todos os seus vídeos, não esqueça! Saiba como colocar o link de sua campanha e arrecadar mais contribuições via Youtube.
  5. Trabalhe com sua base de contribuidores e comemore com eles
    Seus contribuidores (fãs e admiradores) são muito importantes para o sucesso da sua campanha e você deve convidá-los a lhe ajudar ativamente. Muitos deles, compartilham a sua campanha no Facebook, Twitter, Whatsapp, Blogs, entre outras formas. Eles fazem isso pois querem que sua campanha alcance a meta e seu projeto social seja realizado (e que pessoas sejam beneficiadas).
    A viralização é muito maior quando mais pessoas estão falando da sua campanha para ainda mais pessoas. Você vai ver, o resultado é incrível!
    Não deixe nunca de agradecer o engajamento e lembre-se que você tem uma ferramenta para se comunicar com aqueles que estão acompanhando sua campanha na Kickante. Trata-se do mini blog da campanha. Dica: se está criando a sua segunda campanha, você pode ir no Mini-Blog da primeira campanha e avisar todos os contribuidores que está com um novo projeto. Todos os que contribuíram, receberam a mensagem por email. Veja como o Greenpeace fez:
    Mensagem do Mini Blog do Greenpeace
  6. Assessoria de Imprensa
    Você pode trabalhar com assessoria de imprensa para conseguir maior exposição da sua campanha, atraindo ainda mais olhares e contribuidores. Se você já tem uma assessoria, ótimo. Caso contrário, entre em contato com a Kickante após lançar sua campanha que temos uma opção de trabalho com esse fim.
    Você pode conferir nosso guia para criar um press release para campanha de financiamento coletivo.
  7. Aproveite a assessoria de marketing da Kickante
    Ao lançar sua campanha na Kickante, você vai receber um plano de marketing com dicas de como divulgar a sua campanha e, além disso, pode entrar em contato conosco pedindo uma assessoria maior. Temos uma equipe dedicada a oferecer dicas de marketing para sua campanha de crowdfunding do terceiro setor. Bom, não é mesmo?

​​

Quero arrecadar doações para a minha ONG!

Exemplos de Campanhas de Crowdfunding para Terceiro Setor

Já falamos sobre dicas, objetivos e divulgação de marketing. Agora, para inspirar vocês ainda mais, separamos alguns exemplos de campanhas de financiamento coletivo de terceiro setor e nossas observações sobre coisas legais em cada uma delas. Aprenda com campanhas de sucesso e bata também a sua meta, garantindo a realização do seu projeto social!

Cabelegria: Adote uma Peruca!

  • Recompensa: nesta campanha, na verdade, quem ganhava o presente físico (a peruca) são as crianças que estão passando pelo tratamento do câncer. Com R$ 100,00, o contribuidor presenteia a criança com uma peruca. Com R$ 10 mil, é possível adotar 100 perucas! O presente físico é dado às crianças e, para os contribuidores, fica a sensação de dever cumprido por ter proporcionado o bem, feito uma criança feliz. Há recompensas que não são físicas, mas proporcionam uma experiência única para o contribuidor.

Urgente: resgate 300 anjos órfãos da D Márcia

  • Um ato que compensa: que tal saber que você está comprando cada pedacinho, cada metro quadrado de um terreno que abrigará 300 anjos que quatro patas? Você contribuia para comprar saco de cimento, metro quadrado, portão do canil, entre outros itens. E de recompensa? Animais que, enfim, podem ficar soltos no canil e viver com dignidade!

Doe agora e participe da #torcidaMSF!

  • Viralizar: nada mais legal do que poder ajudar uma ONG, mostrar para todo mundo a recompensa que ganhou e, de quebra, contribuir para viralizar a campanha nas mídias sociais. Essa foi a ação de marketing de Médicos Sem Fronteiras. Contribuindo apenas R$ 49,00, você ganhava uma linda campanha de celular (e tinha para vários modelos de aparelho!). Com um nome bem sugestivo de #TorcidaMSF, a Instituição convidou todos os contribuidores para compartilhar suas fotos nas mídias sociais. Era só incluir a hashtag da campanha no post:

Foto #torcidaMSF

E veja mais dicas de como arrecadar doações para sua ONG com crowdfunding e crie sua campanha agora mesmo!

Quero arrecadar doações para a minha ONG!

Sobre Candice Pascoal

Autora do best-seller Seu Sonho tem Futuro, e ganhadora de prêmios internacionais devido ao seu impacto e inovação no segmento crowdfunding, Candice Pascoal é a CEO e fundadora da Kickante, o mais importante site de financiamento coletivo do Brasil. Candice é considerada uma das principais vozes do segmento tech da América Latina.

Quer receber mais conteúdos incríveis como esse gratuitamente?

Cadastre-se e receba artigos e dicas de nossos colunistas em seu e-mail.